14 de março de 2011

KADAFI RETOMA CIDADES DOMINADAS POR REBELDES


As forças do líder líbio Muamar Kadafi tomaram neste sábado (12) a estrada costeira que leva à região leste do país, reduto de seus opositores, recuperando assim o controle sobre cidades devastadas que haviam sido tomadas pouco antes pelos rebeldes.

O governo pegou jornalistas em Trípoli e os levou para o leste do país, de avião ou de ônibus, para mostrar que controlava a cidade de Bin Jawwad, que há seis dias foi palco de batalhas sangrentas entre insurgentes e apoiadores de Kadafi. Uma estação policial estava completamente destruída e uma escola tinha buracos no teto e nas paredes. Casas em volta estavam vazias e carros revirados. Um cheiro de enxofre pairava no ar.

O tour continuou por quase 65 quilômetros a leste, em Ras Lanouf, dominada pelo silêncio e sem nenhum sinal de vida. A retomada da cidade representa um importante revés para as forças de oposição, que há apenas uma semana detinham o controle de toda a parte oriental do país e avançavam rumo à capital.

Hoje a Liga Árabe pediu que o Conselho de Segurança da ONU crie uma zona de exclusão aérea sobre a Líbia para proteger os opositores, aumentando sua pressão sobre os EUA e outros países ocidentais para que tomem alguma atitude com relação à instabilidade política na Líbia.

Esperando pouca ação internacional, os rebeldes disseram que estavam tentando comprar armas de que precisariam caso a zona de exclusão aérea não seja de fato criada. "A comunidade internacional escolhe o papel de observador, vendo todo o povo líbio sendo morto e as cidades sendo destruídas, então temos de nos defender sozinhos", disse o porta-voz do conselho nacional dos rebeldes, Adbel-Hafidh Ghoga, a jornalistas na cidade de Benghazi.

Perto dali, um cinegrafista da rede de televisão pan-árabe Al-Jazeera tornou-se o primeiro jornalista a ser morto com o conflito, após ele e sua equipe terem sido vítimas de uma emboscada.

Fonte: Estadão

Nenhum comentário:

Cotações do Dolar e do Euro

Pesquisar este Site