16 de dezembro de 2010

A CPI DA SECRETARIA DA JUVENTUDE


A Vereadora Juliana Brizola (PDT), tentou encaminhar um novo pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a Secretaria Municipal da Juventude de Porto Alegre, conseguindo apenas 11 assinaturas, das 12 necessárias. O primeiro requerimento, encaminhado pela vereadora, havia sido recusado pela Câmara por inconsistência.

O Vereador Luiz Brás (PSDB), da base aliada, redigiu e encaminhou um requerimento de CPI, conquistando 14 assinaturas.

Juliana Brizola sentiu-se incomodada com a iniciativa da base aliada e com o colega Luiz Brás, “Isso só pode ser uma manobra” afirma Juliana.

Houve ainda o acompanhamento de estudantes, que pressionaram os vereadores a assinarem o pedido de CPI feito pela vereadora Juliana e lavaram a rampa da Câmara, em sinal de protesto.

Em entrevista a Rádio Gaúcha nesta quinta-feira (16), o Presidente da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, Nelcir Tessaro (PTB), informou que a primeira solicitação de CPI, encaminhado inicialmente pela Vereadora Juliana Brizola, não estava conforme determina o requerimento interno e por isso não foi aceito. Já o de Brás, estava dentro de todas as normas legais e regimento interno e, por isso, foi aceito.

Com isso a base aliada garante presidência da CPI da Juventude na Câmara. As bancadas deverão indicar os membros da comissão.

Nenhum comentário:

Cotações do Dolar e do Euro

Pesquisar este Site